Avaliações Imobiliárias

Avaliações Imobiliárias

Fazer a Avaliação do Seu Imóvel

As avaliações imobiliárias são fundamentais para as transações comerciais, pois atestam legalmente o valor dos bens.

Usos da Avaliação de Imóveis

  • Compra e venda de imóvel
  • Locação e arrendamento
  • Ações revisionais
  • Renovatórias do aluguel
  • Aumento de capital
  • Seguro imobiliário
  • Desapropriações
  • Indenizações
  • Incorporação, fusão ou cisão de empresas
  • Separação e Divórcio (Lei 11.441/07)
  • Inventário
  • Partilha de bens
  • Desconstituição de excesso de penhora
  • Estudo de Viabilidade Imobiliária
  • Ações judicias e extrajudiciais
  • Avaliação de Imóveis para Leilões
  • Avaliações Para Financiamentos Habitacionais, Comerciais ou Rurais

Os bancos usam as avaliações em diversas operações como, por exemplo, em concessões de crédito, ajuizamentos de seguros, para fins judiciais e também avaliação de patrimônios de órgãos e entidades públicas. 

No caso de um processo, o juiz designa um perito judicial para fazer a avaliação e cada uma das partes nomeia um assistente técnico. 

Os honorários para o profissional que faz a avaliação de imóveis variam de acordo com as regiões nacionais.

O avaliador irá receber de acordo com o valor do imóvel avaliado.

O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de São Paulo (Cresci-SP) disponibiliza tabela fixa de honorários para as avaliações.

Outra forma de calcular os honorários do avaliador de imóveis é explicada por Claudemir das Neves, diretor nacional de fiscalização do Cofeci.

Segundo ele, o tempo gasto pelo corretor para avaliar o imóvel deve ser computado, atribuindo um honorário de 0,25% a 0,50% do valor da avaliação.

A sentença federal garante respaldo legal aos corretores na emissão de parecer técnico mercadológico. 

 “ao corretor de imóveis compete elaborar avaliações de valor de mercado. Quando outros aspectos que devem ser considerados, os quais escapam ao conhecimento adquirido pelo corretor em sua formação, as avaliações precisam da participação de engenheiros civis, florestais, agrônomos etc.

Avaliação e Bens e Custo

Com tantas variáveis e conflitos existentes sobre o valor imobiliário de uma propriedade foram desenvolvidos vários estudos e métodos para que seja possível determinar o valor real de uma propriedade em determinada data.

O conjunto de métodos e técnicas utilizadas para a essa avaliação é normatizado pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas através da Norma Brasileira Regulamentadora NBR 14653-1 para procedimentos gerais na avaliação de bens, para avaliações de imóveis urbanos,  para avaliação de imóveis rurais e para avaliação de empreendimentos.

Conheça, a seguir, os métodos de avaliação de bens segundo a ABNT NBR 14.653-1 – Avaliação de bens

Métodos para identificar o valor de um bem:
– Comparativo direto de dados de mercado – Usa os atributos comparáveis de uma determinada amostra. 
– Involutivo – Utiliza estudo de viabilidade técnico-econômica, considerando-se cenários variáveis e mediante empreendimento hipotético. 
– Evolutivo – Método que utiliza a somatória dos valores dos componentes. 
– Capitalização de renda – É realizada por meio de capitalização da renda líquida prevista, considerando-se cenários viáveis.

Métodos para identificar o custo de um bem:
– Comparativo direto de custo – Compara determinados dados de uma amostra. 
– Quantificação de custo – É feita por meio de orçamentos sintéticos ou analíticos, a partir das quantidades de serviços e respectivos custos diretos e indiretos.

fonte: Cofeci Creci

Podemos ajudar? Entre em contato, será um prazer atendê-lo(a)!